All Facilities

contaminação cruzada

Contaminação cruzada nas linhas de produção nas indústrias de alimentos

Na indústria alimentícia, seguir as determinações dos órgãos competentes, como a Anvisa, é essencial tanto para manter a legalidade das operações quanto para garantir a qualidade e segurança do produto que chegará ao consumidor final. Nesse sentido, adotar medidas de higienização na linha de produção para amenizar os riscos de contaminação cruzada é essencial. 

O que é contaminação cruzada?

A contaminação cruzada se caracteriza pela transferência de agentes contaminantes entre os alimentos, utensílios e superfícies. É chamada de “direta” quando essa transmissão acontece diretamente de um alimento para outro, e de “indireta” quando acontece por meio de um utensílio ou superfície utilizados na manipulação daquele alimento.

É um problema relativamente comum nas linhas de produção de indústrias alimentícias porque o alimento percorre diferentes etapas. Por consequência, pode ter contato com diversas superfícies, utensílios e até agentes manipuladores. Assim, se não houver os devidos cuidados para evitar esse tipo de contaminação, a qualidade do produto poderá ficar seriamente comprometida.

A importância da higienização no combate à contaminação cruzada

A Anvisa, em sua Resolução 275, estabelece padrões relacionados às boas práticas de fabricação de alimentos, especialmente no que se refere à limpeza e desinfecção. Sendo assim, manter uma higienização adequada das instalações primeiramente é um pré-requisito para que a indústria esteja adequada às normas de vigilância sanitária.

Além disso, a higienização é a única maneira de reduzir os riscos de contaminação cruzada na linha de produção, à medida em que implica em:

  • Uso de produtos e técnicas adequados para que os ambientes, utensílios e superfícies fiquem livres de agentes de contaminação, sem que esses produtos de higienização se tornem um potencial contaminante;
  • Elaboração de protocolos de higienização dos colaboradores que atuam na manipulação de alimentos em diferentes etapas da linha de produção, evitando que sejam os vetores de transporte dos micro-organismos;
  • Separação de utensílios específicos para cada tipo de produto, sinalizando visualmente as diferenças entre eles para evitar que se misturem;
  • Organização do fluxo da cadeia de produção com foco em minimizar as chances de transferência de agentes contaminantes;
  • Higienização periódica das instalações da indústria, bem como a supervisão e auditoria contínuas nesses ambientes;
  • Orientações precisas sobre como realizar a higienização de utensílios no dia a dia.

Quando se fala de higienização nas linhas de produção, todos esses processos acima citados estão envolvidos e ainda outros de acordo com as particularidades de cada indústria. Ou seja, não se trata apenas de uma atividade operacional, mas de um trabalho organizado de forma integrada e estratégica, como foco na adequação do estabelecimento às normas da Anvisa e da qualidade e segurança do produto final.

Por que terceirizar?

A terceirização dos serviços de higienização industrial permite que esse trabalho seja coordenado e realizado por profissionais especializados, que conhecem os diferentes métodos para uma limpeza realmente eficiente. Além disso, permite que os gestores e colaboradores da empresa tenham mais tempo hábil para focar em suas respectivas funções, tornando a operação mais produtiva.

A All Facilities fica à disposição para executar uma higienização eficaz na sua linha de produção. Entre em contato conosco!

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *